Fronika de Wit

Fronika de Wit

Coordenadora do projeto Lab2050

Visão: Em 2050, a educação é focada na cidadania e as políticas públicas são desenvolvidas, monitorizadas e avaliadas pelos cidadãos

Sou consultora associada do PlanAPP e trabalho nas áreas de ciência para as políticas públicas, governança participativa, e futures thinking. Vivi seis anos na Amazónia onde trabalhei com a incorporação das visões indígenas na governança climáticas. Tenho um doutoramento em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, focado nos processos participativos e a inclusão.

Rita Carrilho

Rita Carrilho

Visão: Em 2050, o desenvolvimento sustentável não é um objetivo de política, é um pressuposto no desenho e implementação de políticas. 

Sou técnica superior do PlanAPP desde 2021; Socióloga, com mestrado em Serviço Social. Especial interesse em mecanismos de participação nas políticas. Doutoranda em Políticas Públicas, a desenvolver um projeto sobre a incorporação de conhecimento científico na decisão política.

Luís Baltazar

Luís Baltazar

Visão: Por um 2050 em que o sentido de comunidade seja o motor dos mais belos sonhos humanos. 

Sou doutorando em Gestão de Informação na NOVA IMS-UNL e mestre em Economia e Políticas Públicas pelo ISEG-UL. Trabalho na área da política regulatória desde 2017, tendo sido consultor da Divisão de Política Regulatória da OCDE. Atualmente, integro a Unidade Técnica de Avaliação de Impacto Legislativo (UTAIL) do Centro de Competências de Planeamento, de Políticas e de Prospetiva da Administração Pública (PlanAPP).

Mathias Eistrup

Mathias Eistrup

Visão: Que em 2050 o local de nascimento não determine a possibilidade de viver uma vida próspera. 

Sou natural da Dinamarca, cresci em Portugal. Integro desde 2022 a unidade de avaliação de políticas públicas no PlanApp. Sou também doutorando em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável. Interessado por processos de inovação, mecanismos de governança e transição climática. Membro fundador da A.Mor – Associação para a Moeda Local de Montemor-o-Novo. 

Paulo Francisco

Paulo Francisco

Visão: Que em 2050 tenhamos conseguido implementar novos estilos de vida, mais sustentáveis, diversos e participativos. 

Sou técnico superior no PlanAPP , conto com uma experiência de 20 anos a desempenhar cargos e funções na administração pública portuguesa (local e central) nas áreas da gestão, conceção e implementação de processos de participação publica / governança participativa, inovação organizacional e trabalho com e para os jovens (associativismo e voluntariado).

João Palhau

João Palhau

Visão: “Sejam realistas, peçam o impossível”.

Sou licenciado em Línguas e Relações Internacionais (FLUP-UP) e mestre em Ciência Política (UA). Os meus interesses de investigação são partidos políticos, participação política e populismo. Atualmente, sou Técnico Superior na Equipa Multidisciplinar de Comunicação Estratégica do PlanAPP, sendo responsável pela edição e revisão linguística das publicações institucionais.

Cristina Torres

Cristina Torres Ferreira

Visão: Em 2050, que a Metanoia seja uma realidade. 

Trabalhei, durante 27 anos, na distribuição alimentar desempenhando diversas funções. Acompanha-me, desde o início dos estudos académicos, a curiosidade e o saber operacionalizar a amizade pelo nosso Planeta, tendo realizado estudos sobre Gestão Ambiental e Marketing, ferramentas de educação para o Desenvolvimento Sustentável inspirado na encíclica Laudato Si. Enriquecida pela minha experiência voluntária em diversos países africanos de língua oficial portuguesa aponto a Lusofonia como fonte de cultura nas relações humanas. Estou no PlanAPP desde setembro 2021 na unidade técnica Prospetiva e Planeamento.

José Vítor Malheiros

José Vítor Malheiros

Visão: Um mundo onde todos sem excepção têm oportunidade de desenvolver as suas capacidades, onde as escolas estimulam não só o espírito crítico mas também o espírito criativo em todos os domínios.

Fui jornalista durante a maior parte da minha vida profissional e tornei-me depois consultor nos domínios da Comunicação de Ciência e das Políticas Públicas – sempre ao serviço da promoção do debate público. Nunca trabalhei num projecto em que não acreditasse, nunca trabalhei com pessoas de quem não gostava. Gosto de dar aulas, de andar a pé, gosto de escrever e retiro da escrita um imenso prazer.